O que são alimentos inflamatórios?

o-que-sao-alimentos-inflamatorios

Hoje fala-se muito sobre dieta antiiflamatória! Mas o que são alimentos inflamatórios? É a mesma coisa que reimosa?

Bom, existem alguns alimentos que promovem inflamação por diversos mecanismos, vamos ao nosso TOP 10!!!

1. GLÚTEN – O glúten é a união de duas proteínas que estão no trigo, centeio e cevada, ele é responsável por dar elasticidade, maciez e fofura ao alimento. Ah! o glúten é o vilão? NÃO, qual o problema do glúten hoje? As indústrias alimentícias cada vez mais em busca de inovar em sabores, adiciona glúten para melhorar a consistência, sabor e maciez do alimento, então nos expomos ao glúten em muitos alimentos sem necessidade, e acaba que algumas pessoas se tornam sensíveis a esse GLÚTEN. Não podemos retirar o glúten da dieta sem necessidade, pois estaremos abrindo uma janela de oportunidade para nos tornarmos intolerantes ao glúten… ENTÃO CUIDAAADO!!!

2. CARNE VERMELHA – é rica em ácido araquidônico, uma gordura que desencadeia processos inflamatórios, mas não precisa excluir da dieta, pois ela fornece elementos essenciais para a restauração muscular que é a creatina. Em processos inflamatórios graves podemos restringir seu consumo para tentar uma melhora na inflamação.

3. AÇÚCAR – Não só o açúcar, mas os carboidratos simples em geral (farinhas brancas), eles tem alto índice glicêmico (aumenta o açúcar do sangue rapidamente), e quando aumentamos esse açúcar no sangue, forçamos a produção de insulina no nosso corpo e chega a um ponto que nosso corpo não consegue mais metabolizar a insulina e esse açúcar começa a ficar em excesso causando ou aumentando a inflamação.

4. FRITURAS – As gorduras em excesso estão diretamente ligadas ao processo inflamatório, além aumentarem o peso que por sua vez aumenta a inflamação.

5. ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS – Os alimentos ultraprocessados estão cada vez mais nas mesas, pois são de fácil acesso, consumo e preparo. Os alimentos ultraprocessados são aqueles que passaram por um processamento excessivo pela indústria e que mudou totalmente sua estrutura. Exemplos: xilitos, biscoitos, macarrão instantâneo, tempero pronto, bolinhos industrializados, barrinhas de cereal, linguiça, salsicha, carne enlatada, etc. O consumo excessivo desses alimentos favorece a inflamação, pois em suas formulações contém quantidades exorbitantes de sal, açúcar, conservantes, corantes e muitos outros aditivos químicos.

Em doenças inflamatórias devemos ter cuidado com esses alimentos, é importante ressaltar que somente um profissional nutricionista pode excluir e incluir novamente esses alimentos na dieta sem prejuízo a saúde. Em momentos de crise da doença é interessante uma dieta antiinflamatória e a retirada de todos os alimentos inflamatórios, assim podemos controlar o nível inflamatório e até de dor do paciente. IMPORTANTE UMA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA E SEM EXTREMOS, PRECISAMOS NOS RELACIONAR MELHOR COM NOSSO ALIMENTO, ELE DEVE SER NOSSO ALIADO E NÃO NOSSO INIMIGO.

Cristiane Souto Almeida – CRN 16425/P
Nutricionista Clínica-Especialização em Fitoterapia
Mestranda em Saúde Coletiva – UECE

Entre na nossa Comunidade no Facebook

Faça parte do nosso Instagram

eucurto2

 

O que você achou? Deixe uma resposta!