Eu só procuro serviço que trabalhe a noite, para poder ir ao médico no período da manhã.

vanessa

Meu nome é Vanessa, moro no Japão e vou contar um pouco da minha história com o lúpus.
Vim para o Japão em 2000 e comecei a trabalhar. No ano de 2002 fiquei com dores nas articulações e passei muito mal, senti muita fraqueza, então resolvi procurar um médico, peregrinei por vários e cada um tinha um diagnóstico diferente, uns diziam que era doença mista do tecido conjuntivo outro que era simplesmente reumatismo, demorou até achar a conclusão que era Lúpus Eritematoso Sistêmico.
Quando finalmente fechou o diagnóstico eu já estava com 21 anos, foi quando tomei a decisão de retornar ao Brasil. Eu nunca tinha ouvido falar da doença e não estava acreditando que era verdade e que eu ia ter que tomar remédios para o resto da vida, que eles iam me engordar que meu cabelo poderia cair, que eu teria espinhas e estrias, fiquei muito abalada. Então voltei ao Brasil pra ter uma esperança que fosse mentira, mas era verdade.
Nesse tempo que estava no Brasil peguei meningite viral e bacteriana, fiquei em coma 3 dias então os médicos mandaram minha mãe voltar pro Brasil, eles não tinham a certeza de que eu sobreviveria. A minha mãe voltou e eu consegui me recuperar e por milagre não tive nenhuma sequela.
Depois de um seis meses retornei pro Japão. Logo que voltei meu namorado terminou comigo. Fiquei bem triste pois nao esperava isso . Mas como Deus sabe de todas as coisas, passaram se 2 anos e conheci uma pessoa, logo de cara falei da minha doença e que teria que ir no médico sempre, e para minha felicidade ele me respondeu que eu não me preocupasse pois ele iria sempre comigo para as consultas. Ele é agora meu marido.
Com o passar dos anos e com as altas doses dos remédios corticoides, a pressão do meu olho esquerdo ficou bem alta, dando inicio de glaucoma, por esta razão tive que operar o olho. Chorei tanto, a cirurgia no olho é com anestesia local e é possível “assistir” a operação, isso me deixou muito nervosa, a anestesia uma injeção enorme colocando no meu olho, eu vi a faca que cortou meu olho para tirar o líquido que estava dentro (pois minha cirurgia nao podia ser a laser). Passado o susto eu me recuperei em 2 semanas que fiquei internada.
Desenvolvi herpes zoster que me deixou marcas no lado esquerdo em cima do peito,  costas e braço.
Aqui no Japão a carga horária de servico é puxada trabalhamos 12 hrs e temos apenas 1 dia de folga. Isso para nós que temos a imunidade baixa é um pesadelo. Aqui eu procurava serviço mas se dissesse que tinha problemas de saúde, não conseguia a vaga do emprego. Eu só procuro serviço que trabalhe a noite, para poder ir ao médico no período da manhã.

No momento estou tentando engravidar espero conseguir logo pois estou com 36 anos.
Obrigada a todos que tiraram um tempinho pra ler minha história.

Entre na nossa comunidade no Facebook
A Menina e o Lúpus

Instagram @ameninaeolupus

eucurto2

O que você achou? Deixe uma resposta!